Resenha, As mil e uma noite, Publifolhinha.

Leitura do dia, por Nina Krivochein.

Olá pessoal,
Hoje, eu farei a resenha de um livro muito divertido que meu pai e minha mãe compraram para mim na FLIP (Feira Literária Internacional de Paraty) do ano passado, chamado As mil e uma noites!
Ele é baseado nas histórias que Sherazade contava para o rei que matava uma mulher por noite, assustador né??
Bom, como o livro é em si, bem grande, eu vou falar das duas histórias que eu mais gostei, ok?
A primeira delas é O invejoso e o invejado. Um dos motivos de eu ter gostado dessa história é que ela trata um sentimento muito comum hoje em dia: a inveja. É como diz aquela famosa expressão “a grama do vizinho é sempre mais verde”, ou seja, quase sempre o vizinho é mais bonito, mais rico, mais isso, mais aquilo outro! E eu (não sei se você) me pergunto: para que isso?
Deixa o vizinho ser o que é, e pronto, oras! Mas, segundo o nosso “lema” aqui em casa, as pessoas sempre dão o melhor que podem dar.
E a segunda que vou resenhar, é Sherazade (que no caso é o começo de nossa história). Eu amei essa história, só achei meio estranho e medonho o rei matar uma mulher por noite!
O que eu mais gostei desse conto foi que a Sherazade achou uma maneira de não ser morta, nem ela nem mais nenhuma moça!
Curiosidades do livro:
– as ilustrações são MARAVILHOSAS! Eu amei, amei, amei e adorei! Os pontinhos encontrados nos desenhos parecem gotas de orvalho.
– esses contos vieram de lendas bem antigas, eu achei muito legal poder ver isso em um livro de “hoje em dia”!
– esse livro tem vários nomes árabes, várias pessoas devem ter achado esquisito, mas eu os achei lindos!
O que eu mais gostei:
– que as histórias, eram tão envolventes e divertidas que nós não conseguíamos parar de ler!
Eu mega indico Sherazade para todas as crianças e adultos, não importa a idade!
O que não gostei:
– que nesse livro tem muitas mortes!
Sinopse:
Este livro percorre belos palácios e grandes mercados de especiarias e conta histórias universalmente conhecidas, como ‘Simbad, o marujo’, ‘Aladim e a lâmpada maravilhosa’ , ‘Ali Babá e os quarenta ladrões’ e “Ali, o preguiçoso”. As delicadas ilustrações reforçam a atmosfera de fantasia dos contos clássicos, que tratam de temas como tradição, família, competitividade, inveja, amor e muito mais. Divirta-se com esta incrível viagem ao Oriente e descubra um mundo repleto de aventuras.
Editora: Publifolhinha
Ano: 2011.

Um comentário

  1. Iracema Oliveira

    / Responder

    Como faço pra comprar esse Livro? Não consigo em lugar nenhum


Deixe um Comentário